Home Estratégia Finanças Intercâmbio profissionalizante: 6 dicas para viver essa experiência

Intercâmbio profissionalizante: 6 dicas para viver essa experiência

Viver um período de intercâmbio profissionalizante pode ser grande diferencial no currículo.

Já pensou em fazer um intercâmbio profissionalizante? Essa opção está cada vez mais presente na vida dos estudantes e profissionais que buscam se posicionar à frente no mercado de trabalho. Além de toda a experiência cultural, você terá acesso a uma rica gama de conhecimentos.

Morar no exterior é uma experiência para a vida toda. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para viver um intercâmbio profissionalizante

1. Domínio de idioma

Um dos primeiros passos para quem deseja viajar para buscar o aperfeiçoamento em sua área é ter o conhecimento da língua mãe do local de destino. Boa parte dos países compreendem o inglês, então cabe ao estudante fazer essa pesquisa para ver se não ficará “incomunicável” durante o intercâmbio.

Em alguns casos, existe a opção de estudar a língua e a graduação ao mesmo tempo. Mas é preciso ter pelo menos conhecimento básico do idioma.

2. Dinheiro

O gasto financeiro com um intercâmbio profissionalizante não é pequeno. Mas boa parte desse investimento pode ser previsto: passagens aéreas, acomodação, visto, alimentação e instituição de ensino.

3. Duração

Existem cursos com várias durações, para praticamente todas as épocas do ano. Quem só pode dedicar o seu tempo nas férias tem como fazer cursos de até quatro semanas. É possível também buscar uma pós-graduação de 18 meses ou cursos técnicos que se prolongam por um período de até um ano.

4. O destino

Para analisar o destino da viagem, você deve levar em consideração diversos fatores: o idioma que se fala no local, informações sobre o curso e a universidade ou instituição de ensino, cultural do país de destino e atrações extraclasse que esse lugar vai propiciar ao estudante.

5. O currículo

intercâmbio profissionalizante oferece muito conhecimento para o estudante. Porém este não é o único benefício. Viajar para um país diferente e morar lá abre horizontes, possibilita a proficiência em um segundo idioma, estimula a independência e facilita as relações sociais. E tudo isso é levado em consideração na hora da contratação.

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, viajar para o exterior para estudar pode ser um belo diferencial.

6. Ir por conta própria

É possível também viajar por conta própria, sem o apoio e controle de qualquer agência especializada. O indicado é que, para não gastar muito, o estudante não contrate uma agência se for ficar pouco tempo fora do país. Mas, para fazer isso, ele deve pesquisar muito bem todas as exigências e providências necessárias para a viagem.

Gostou das nossas dicas de intercâmbio profissionalizante? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

Deseje boas-vindas ao Equinócio de Outono

Prepare-se para a mudança de estação, um período em que dia e noite terão a mesma duração, este evento chama-se Equinócio e agora aguardamos...

Medicina Integrativa

Chega de palavras difíceis, de ingerir remédios sem saber para que servem! Seja o centro de tudo! Participe de maneira ativa do seu tratamento,...

Psicanálise: Uma tática contra o sofrimento emocional

Alterações constantes de humor, dificuldades de relacionamento profissional ou amoroso, problemas de auto estima, tudo isso são características do sofrimento emocional desencadeado por transtornos...

Terapia Floral: A cura vinda das flores

Você compreende a importância de manter-se equilibrado emocionalmente? Sabia que emoções instáveis podem abalar a sua personalidade e te deixar mais propício a contrair...

Energização de cristais: armazenando energias positivas

Você acredita na energia que compõem os cristais? Sabe como utiliza-los e principalmente como energiza-los de maneira a recarregar os seus componentes? Veja agora...